Google
 

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Dia Colorido!

Jorge subiu.
Me senti a pessoa mais feliz desse mundo. Fui preparar um jantar para nós dois, tinha que fazer algo bem especial para ele, afinal de contas foi ele o homem que me deu a mão quando mais precisei.
- Jorgiiiiii... você gosta de alcachofras?
- Sim Garota, gosto de tudo que vem de você.
Céus, que lindo, que romântico, que tuuuuudo! Nunca nenhum homem havia dito isso para mim.
Comemos a alcachofra e nada de Jorge ir embora. O que será que ele estava querendo? Eu já estava ficando sem graça, será que ele queria algo mais e estava com vergonha de pedir? Tentei descobrir.
- Jorgiiiii... você está com vontade de conhecer o meu quarto?
Terminei de falar isso e Jorge me puxou pelos cabelos e me beijou na boca, fui pendurada naquela beiça da sala até a minha enorme cama king size, ele me jogou nela, tirou minha roupa e me beijou.
Beijou como nunca me beijaram antes, rasgou minha roupa e me possuiu (é assim que se escreve?).
Jorge me amou de todas as formas, eu me senti uma potranca sendo coberta por um garanhão. Fizemos amor a noite toda até que adormeci.
Acordei, olhei para o lado e não vi Jorge, olhei para a frente e não vi a televisão, o dvd, o home theater e o vídeo cassete. Olhei para a cômoda e vi um bilhete:
- Você me fez muito feliz, em troca da sua dedicação, estou levando seus aparelhos para fazer uma limpeza. Rsrsrsrsrs... beijos e até qualquer dia.
Não acreditei naquilo que estava escrito!
Jorge realmente me amava! Que outro homem iria se preocupar em fazer limpeza nos eletroeletrônicos que nem dele era?
Ai meu pastor lindo, meu gato siamês loiro, meu bem, meu zen, meu mal...
Tomei meu banho, me vesti e fui toda alegre para pegar o transporte publico coletivo.
Toda simpática, como sempre, dei bom dia para o motorista, para o cobrador e para os passageiros.
Quando fui pegar o dinheiro para pagar o coletivo, não o achei em minha bolsa!
Teria Jorge pego também meu dinheiro?
Achei outro bilhete, era dele.
- Kérida Garota, como peguei seus equipamentos para limpar, peguei também seu dinheiro para pagar as despesas com o táxi. Rsrsrsrrsrsrs... Um dia lhe devolvo.
Que homem gentil geeeenteeem...
Eu agora estou com o dia ganho. O meu gato, em uma prova de consideração, levou meus equipamentos de táxi.
Como ele é gentil.


(continua...)

2 comentários:

Ru Correa disse...

PQP!! kkkkkkkkkkkkkkkkk
Gentil esse pastor, não?
Amiga, você não acha que tá dando muita corda pra esse pastor, não? Cuidado!
hehehe
Tô doida pra ver a continuação! hehehe

Beeeeeeeeeeeeijos!

Lidia disse...

Será que vc, Garota, vai encontrar Joge embaixo da ponte?
A ponte é sua? A ponte é dele? De quem será a ponte???

Beijosssssssssss!!!