Google
 

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Velhos Amigos...

Fiquei tão feliz com a ligação de Bento que até perdi o sono.
Marchello dormia igual a um bebê na cama e nem percebeu que eu já tinha tomado banho e me vestido para ir ao encontro de tão amado amigo.
Deixei um bilhete sobre o criado mudo e fui me encontrar com Bento. Mas, lesadinha como sempre, esqueci de perguntar a ele qual ônibus eu tinha que pegar. Ainda bem que existe celular hoje em dia...
- Bentoooooo.... bom dia fófis! Estou indo aí lhe ver, qual ônibus devo pegar?
- Garotchaaaaaa... vochê them que pegarrr o ônibux n.40 e desxer no pontio fináll.
- Ok Bentinho!Bye, bye...
Andar de ônibus é uma maravilha. Você vê cada pessoa diferente. E ônibus é ônibus em qualquer lugar do mundo. Besteira pensar que os ônibus do Brasil são diferentes, todos eles tem duas portas e um motorista.
Hummmm... ônibus me excita muito, já estou sentindo meu bello regazzo querendo dar o ar da graça. Mas agora tenho que me controlar, afinal de contas estou indo encontrar-me com uma das pessoas mais animadas desse mundo. Eita... está me dando fome agora. Ainda bem que já estou chegando ao meu destino, acabei de passar pela placa anunciando a “Città Del Vaticano”.
Cheguei ao meu destino. Bentinho estava me esperando na porta ansioso, igual a um garoto no dia de São Cosme e São Damião. Ele levantou sua enorme saia e veio correndo até mim com os bracinhos abertos.
- Garotchaaaaa... quântias xaudadex de voxê...
- Bentinhoooo... eu também.
Nos abraçamos, nos beijamos e ficamos lá parados na porta do Vaticano olhando um para o outro. Era um momento único aquele. Foi Bentinho que celebrou minha primeira comunhão. Me lembro como se fosse hoje:
- Padre, eu nunca comungay...
- Faix bem Garotcha, faix bem...
Mas voltando ao presente, Bentinho me convidou para irmos tomar um café. Fomos. Eu simplesmente adoro essa padaria que fica aqui na esquina do Vaticano.
Bento, como sempre, fez questão de fazer o pedido. Pediu duas médias*, uma para mim e outra para ele.
Ficamos sentado no balcão da padaria e Bento começou a relembrar de nossas aventuras. Como da vez que fomos a um baile funk e lá pelas tantas ele se joga no meio do salão e começa a gritar:
- Ahhhh... eu tchô malukô... Ahhhh... eu tchô malukô...
Lembravamos de tudo e riamos como dois adolescentes. Mas nossa alegria durou pouco, meu celular tocou e quebrou o clima.
- Garota, venha rápido para o hotel. Acaba de acontecer algo bem desagradavel aqui.
- Dios...
------------------------------------------------------------------------------------------------
*Média, para quem não sabe, é um copo, geralmente americano, com leite e café e um pão com manteiga. Também chamado de "pingado pequeno".

3 comentários:

Du disse...

Oi Garota linda, deixei um presente pra ti lá no Norte! Tomara que gostes de recebê-lo, tanto quanto eu!

Xêros querida!!!

Lidia disse...

Bentinho (aff) tomando pingado na padaria da esquina e lembrando de quando se balançava no baile funk.
Ai, ai, ai!!!!

luma disse...

kkkkkk você me arrancou a primeira risada da segunda feira, isso é difícil, viu? Beijus