Google
 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Alô Alonso.

Não é segredo para ninguém que eu tenho uma enorme fixação em homens fardados. Pode ser garçom, policial, lixeiro, vigia e etc... vestiu farda, algo no meu intímo ferve.
E assim foi com Alonso, na hora que bati meus belos olhos naquele monumento de 1,95m, só tinha em mente uma coisa: Esse homem tinha que ser meu!
Felizmente não aconteceu com ele o mesmo que aconteceu com Marchello, e cá pra nós, um cara
que não sabe diferenciar uma pixirica de um macaco não deve ser levado tão a sério...
Coloquei um tubinho vermelho bem sexy (Dior, fófis) e aguardei a chegada do homem dos meus sonhos. Tentei sentar mas não consegui, o vestido estava um pouquinho apertado. Eu mandei fazer ele assim para que meu belo corpo ficasse bem torneado nele.
Fiquei em pé mesmo, afinal Alonso já estava quase chegando.
Blim-blom... Gracias! Ele chegou.
- Alô Alonso! Alguém já lhe disse que você fica lindo vestido assim?
- Ah Garota, assim você me deixa envergonhado...
- Tolinho... você quer ver eu tirar essa sua vergonha? Se quiser, eu tiro com os dentes...
- Garota, eu sou moço de família. Vá com calma, por favor.
- Certo gostoso... vou com toda a calma do mundo...
- Eu prefiro assim.
- Ok tesudo! Hummm... que delixia você! Você com esse corpão todo, a gente não trepa, escala...
Falei isso e logo me dependurei naqueles lábios carnudos e calientes. A temperatura da sala foi subindo. Alonso comportava-se igual a uma fera no cio, enquanto que eu, ficava fazendo a linha difícil.
- Não Alonso, não... não me deixe aqui vestida, tire logo minha roupa meu amor.
- Estou tentando tirar Garota, mas não tá saindo. Esse vestido está muito apertado e você tá meio suada...
- Creda Alonso, tira logo isso. Se não der para tirar o vestido todo, levante pelo menos a barra dele e mande brasa.
- Não tá dando Garota, acho que criou um vácuo aqui. Você está presa no vestido.
- Presa? Tá maluco?
- Sim Garota, presa. A não ser que a gente rasgue esse vestido.
- Rasgar meu vestido? Tá maluco rapaz? Ninguém rasga um Dior meu sequer!
- Ou é isso ou então não teremos como continuar.
- Quer saber? Quem precisa de um Dior? Detona logo essa porcaria e me deita na arena. Quero ser a vaca da sua tourada...
Alonso ragou meu vestidinho e partiu para cima de mim. Kéridas... pensem em um homem com sede de sexo! Alonso me amou durante toda a noite, dormimos abraçadinhos que nem um casal de namoradinhos adolescentes.
Despertei com meu telemóvel tocando, atendi. Mas antes tive o cuidado de não acordar meu toureiro.
- Alôooo... A Garota falando, em que posso ser útil?
- Garota, é o Jorge! Preciso falar com você urgentemente!
- Xórgiiiii???

6 comentários:

Cafeína disse...

ui...como é que eu não tinha lido isso antes?? rs...adoro fardas tb

Juliana Freitas disse...

Ok tesudo! Hummm... que delixia você! Você com esse corpão todo, a gente não trepa, escala...


hauhauahuahuahauhaua
passando mal de rir aqui!

ops... eu eu tb adoooro fardas... num foi à toa que eu casei com um sujeito fardado! =P

Flor disse...

Kérida que loucura...onde vc arruma esses homens...tmb quero...
Passando pra deixar um beijito..

Bye

Du disse...

...fazendo a linha difícil...
Então tá, né! heheheheheheheheh
Quem será o Jorge, gente??? Num lembro não...

Garota, deu uma revolução lá no Norte e tá tudo novo, inclusive o banner! Dá uma olhadinha, dá?

Xêros!!!

Perolas Políticas disse...

Gostaríamos de trocar links com seu blog. Topas ?
www.perolaspoliticas.com

Ana Paula disse...

Menina... digo, Garota... HJomens de 1,95 e vestidos Dior? quando eu crescer quero ser igual a vc, meu bem!

Beijos!